28 de julho de 2014

Manacá-da-serra e sua florada espetacular





   Uma planta típica do Bioma Mata Atlântica vem ganhando espaço no paisagismo de outras regiões do Brasil. É o manacá-da-serra, nome científico, Tibouchina mutabilis, família Melastomataceae. 
   As flores de início são brancas, passando à cor violácea e depois ao rosa. Daí o termo mutabilis, que define a espécie.
   Na região da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, onde a espécie foi introduzida faz alguns anos,  o período de floração se estende de abril a novembro. Sendo assim, torna-se uma excelente opção para dar colorido à paisagem, especialmente nos meses mais frios.
     Sobre o porte da planta
   A forma tradicional tem altura que varia de 7 a 12 metros. A variedade anã, também denominada nana, tem altura entre 2 a 3 metros.
     Alguns cuidados
     As mudas requerem bastante cuidado no que se refere à irrigação. Quando plantadas no local definitivo, deve-se irrigar quase que diariamente no primeiro ano pós-plantio, nos períodos mais secos do ano.                                                                               
     Outro manacá
     Em quase todo o Estado do Rio Grande do Sul, ocorre um arbusto conhecido como manacá-de-cheiro ou primavera, nome científico Brunfelsia uniflora. Esta planta é da família botânica Solanaceae.  Tem flores lindas e muito perfumadas. As flores de cor azul-arroxeadas depois ficam brancas. Ambas as cores coexistem na mesma planta, quando em flor.


Nenhum comentário: